Página no Facebook

Página no Facebook
Clique na foto

Machado de Assis : a praça que nunca saiu do papel

Você que anda pelo Centro do Recife, já deve ter ouvido falar na Praça Machado de Assis, pois existe um logradouro com esse nome, sendo como muitos dizem , apenas uma placa , mas que não tem as características de uma praça.

Isso é uma história muuuuito longa, que vou lhes contar um pouco.

A praça Machado de Assis proporcionaria a cidade do Recife, mais uma área verde de grande porte, medindo 1500 m², em substituição a velhos e deteriorados pardieiros; o projeto da praça, incluia ainda um estacionamento rotativo subterrâneo, amenizando um dos grandes problemas do Recife também nos dias de hoje, a pouca oferta de estacionamento.

A Praça Machado de Assis comtemplaria ao seu redor bares, quiosques, agências bancárias, cabines telefônicas, e pequenos teatros ou locais para apresentação pública .

A construção da praça estava prevista para o ano de 1974, os argumentos para não construção estão no trecho abaixo :

(...) por conta de problemas técnicos de execução , pelo grande custo da obra, e pela maior capacidade de resistência dos usuários e proprietários de imóveis que seriam demolidos, a Praça Machado de Assis não foi realizada . (...) ( Bernardes, 1996;90)

Para a realização da obra , seriam necessários a demolição de 43 prédios, sendo 12 na rua Sete de Setembro, 14 na Rua da imperatriz, 8 na Rua da Aurora e 8 na Avenida Conde da Boa Vista.

Hoje, por trás do Cinema São Luiz existe um logradouro com esse nome, porém nem se compara a Praça Machado de Assis que ficou no papel.

Outras fontes pesquisadas : A construção Norte Nordeste, n.16, Setembro, 1974).

Nenhum comentário:

Links

Fique por dentro !

MINIATURAS

Minha galeria