Pesquisar neste blog

Mudanças urbanas - Pontal do Atalaia , Jardim Fragoso

 O município de Paulista cresceu muito nos últimos anos , principalmente na área de imóveis , ocupando espaços antes preenchidos por construções antigas ou mesmo novas áreas de expansão imobiliária , como no bairro do Fragoso , limite com Olinda . 

Veja abaixo algumas imagens retiradas do Google Maps e que demonstram essas mudanças urbanas .

Residencial Pontal do Atalaia











Surge uma nova área residencial no Janga - mudanças urbanas

 Com o crescimento das cidades e natural aumento da população , ano a ano novos locais de moradias vão surgindo . No Grande Recife não é diferente , com mais de 3 milhões e meio de habitantes , as cidades que compõem a região vão desbravando as áreas ainda não habitadas para aproveitamento de novos usos , o mais comum é o residencial .

Perspectiva do empreendimento

No município de Paulista , que há anos vem em constante crescimento , uma nova oferta no mercado imobiliário está em construção , uma grande área próximo ao Janga , em frente ao recém - construído Novo Atacarejo , lotes urbanizados estão sendo comercializados onde antes era apenas mato ás margens da antiga Estrada de Manepá , hoje batizada de Avenida João Pereira de Oliveira .

Estrada do Manepá

O Loteamento Bosque do Janga promete uma infraestrutura completa de calçamento , iluminação , água e esgoto , pronto para construir . Veja mais detalhes do empreendimento no site da construtora do loteamento , Grupo Evandro Monteiro  .

As vilas de Areias - Industriários

 Construída nos anos 40 , no bairro de Areias , num total de 330 casas . 

Precisamente em 1943 foi autorizada a construção da Vila dos Industriários , incluindo uma escola e uma creche . Outras vilas foram construídas nessa época : Vila do Instituto de Transportes e Cargas na Rua Bispo Cardoso Ayres ; Vila dos Bancários na Rua São Miguel ; Vila do Comerciários em Casa Amarela . 

Próximo a Vila dos Industriários foram construídas as seguintes : Contínuos , Lavadeiras ( Praça Alfredo Pinto ) , Ferroviários e Popular . 

Mobilidade

Em 1948 um vereador solicitou concorrência para instalação do serviço de ônibus no local . A Empresa Cruzeiro foi a primeira a oferecer linha de ônibus para aquele local , depois de muita luta e reinvindicação da população . 

Em 1950 a vila era atendida por dois ônibus da Empresa Ibura . 

Em 1951 a Empresa Cruzeiro saiu da linha devido a má condição da estrada de acesso a vila . 

Em 1953 todas as linhas de ônibus do Recife receberam numeração , com exceção de algumas da Pernambuco Autoviária , a da Vila dos Industriários recebeu a numeração 73 , neste ano a Auto Viação Bandeirante e a Rodoviária Mirabar operavam na linha . 

Expresso Frederico

Em 1958 a Expresso Frederico já operava no local com 5 ônibus , a outra era a Empresa Brasil que iniciara com 7 ônibus e neste ano estava reduzida a 1 , devido as péssimas condições da via local , uma buraqueira só .  

Em 1960 a Expresso Frederico fazia itinerário pela Rua Ipojuca , atendendo outras vilas da área : Caçote , Popular e das Lavadeiras .

Neste ano foi inaugurada a pavimentação da Rua Ipojuca .

Em 1965 os cinco ônibus da empresa nunca estavam todos a disposição , sempre tendo 1 ou 2 quebrados . 

Em 1970 a linha Vila dos Industriários passou a fazer terminal na Avenida Rio Branco e no subúrbio era na Rua Ipojuca , principal artéria do conjunto residencial . 

Em 1971 com o novo plano de circulação do Bairro do Recife a linha passou a fazer terminal na Rua Vigário Tenório , a Vera Cruz operava na linha . 

Em 1972 o terminal de ônibus era na Rua Izabel de Góes e a população era atendida pela Expresso Continental , que ficou na linha até 1979 .

Em 1975 passou a fazer ponto de retorno na Avenida Dantas Barreto .  

Em 1976 a Vila dos Industriários era atendida também pelos ônibus da Vila Cardeal e Silva .  

Terminal Vila Cardeal e Silva

Em 1984 a linha Cardeal e Silva , operada pela Empresa Metropolitana , substituiu a linha Vila dos Industriários . 

Vila dos Industriários


Ano 1949\Edição 00275 (1)

Edifício Capiba - mudanças urbanas

#imóveis

 Quem lembra do Colégio Atual deve também lembrar da unidade Boa Viagem , que funcionava próximo ao Hipermercado Carrefour . A rede de colégios deixou de existir no ano de 2015 , mas a  unidade da Rua Mamanguape mudou antes para outra escola , chamada Thalento , mas não durou muito no local . 

Antigo Colégio Atual

Edifício Capiba

Hoje surge uma nova construção no antigo Colégio Atual da Rua Mamanguape , o Edifício Capiba , homenageando o grande mestre do frevo pernambucano . 

Edifício Capiba - perspectiva

Mais informações sobre o empreendimento no site da construtora : Vale do Ave

Curitiba sai na frente novamente com novo corredor de BRT

 Enquanto por aqui se fala em aquisições de ônibus menores como já vem ocorrendo no Corredor Norte - Sul , na capital paranaense , que é modelo para todo o mundo no quesito mobilidade e a pioneira na implantação do BRT , surge um novo projeto para a cidade .

Perspectiva do novo terminal integrado em Curitiba 

Com inovação no modelo de ônibus , não em tamanho de veículo , mas em questão energética , os novos ônibus serão movidos a eletricidade.  

Confira a matéria completa no site da prefeitura de Curitiba. 

Acesse : Nova era do transporte coletivo de Curitiba 

Links

Fique por dentro !

MINIATURAS

Minha galeria