Densidade demográfica dos bairros do Recife

Densidade demográfica é um índice geográfico que calcula o número de habitantes por quilômetro quadrado. Em resumo , significa dizer que muita gente mora em um lugar ( bairro , cidade , estado ) pequeno , ou pouca gente mora num lugar com território grande ou o inverso das situações.

No Recife , temos um pouco de tudo : bairros pequenos com muita população , bairros imensos com pouca gente e bairros gigantes com muita população , o que o torna de baixa densidade apesar do número alto de habitantes.

Ranking de bairros do Recife por densidade populacional



1° Brasília Teimosa 
302,81
2° Alto José do Pinho 298,4
3 ° Mangueira 269,45
4° Morro da Conceição 265,24
5° Alto Santa Terezinha 245,74
6° Mangabeira 240,43
7° Caçote 227,89
8° Água Fria 225,38
9° Alto José Bonifácio 219,26
10° Coqueiral 213
11° Mustardinha 196,56
12° Bomba do Hemetério 195,67
13° Vasco da Gama 193,38
14° Torrões 190,53
15° Nova Descoberta 189,91
16° Aflitos 187,63
17° Alto do Mandu 184,89
18° Campina do Barreto 182,67
19° Linha do Tiro 181,2
20° Beberibe 180,79
21° Coelhos 178,51
22° Sancho 177,46
23° Totó 176,81
24° Boa Viagem 163,17
25° Macaxeira 162,25
26° Porto da Madeira 161,35
27° Rosarinho 160,87
28° Cohab 157,97
29° Brejo da Guabiraba 155,5
30° Casa Amarela 155,09
31° Córrego do Jenipapo 150,74
32° Peixinhos 148,43
33° Zumbi 148,22
34° Arruda 145,56
35° Campo Grande 145,04
36° Ilha Joana Bezerra 144,85
37° Graças 143,08
38° Espinheiro 142,56
39° Ipsep 139,27
40° Tamarineira 138,18
41° Bongi 134,9
42° Jordão 131,49
43° Fundão 130,21
44° Brejo do Beberibe 129,86
45° Madalena 126,48
46° San Martin 125,44
47° Areias 124,51
48° Parnamirim 124,3
49° Jardim São Paulo 121,96
50° Cordeiro 121,02
51° Casa Forte 120,24
52° Iputinga 120,22
53° Engenho do Meio 117,54
54° Encruzilhada  117,27
55° Torre 117
56° Estância 114,44
57° Monteiro 111,61
58° Cajueiro 111,49
59° Dois Unidos 105,51
60° Afogados 98,24
61° Tejipió 94,63
62° Prado 92,02
63° Hipódromo 88,13
64° Boa Vista 84,15
65° Ponto de Parada 79,53
66° Soledade 77,06
67° Santo Amaro 73,52
68° Imbiribeira 72,85
69° Barro 70,09
70° Ilha do Retiro 68,75
71 ° Jaqueira 66,31
72° Torreão 66,29
73° Santana 64,65
74° Jiquiá 60,22
75° Poço da Panela 56,74
76° Passarinho 49,98
77° Ibura 49,69
78° Pina 46,38
79° Derby 43,85
80° Sítio dos Pintos 40,49
81° Caxangá 39,44
82° Ilha do Leite 38,21
83° Várzea 31,24
84° São José 26,62
85° Apipucos 25,01
86° Curado 20,56
87° Cabanga 19,16
88° Paissandu 14,7
89° Cidade Universitária 5,05
90° Dois Irmãos 4,39
91° Santo Antônio 3,53
92° Bairro do Recife 2,23
93° Pau - Ferro 1,65
94° Guabiraba 1,37

TIP Rodoviária - em 1986 o Recife ganhava o segundo maior terminal rodoviário do país

Com 16 anos de uso , a rodoviária de Santa Rita , no Centro do Recife já não comportava tanta gente e o trânsito de ônibus na área era um ponto a favor da construção de um novo terminal na periferia do Recife , somado a isso , projetava - se um novo pólo metropolitano na zona oeste da cidade.

As obras começaram em 1970 , com o aterro e a fundação das primeiras estacas . Fato curioso , essas obras ocorreram em terreno próximo ao Ceasa , na confluência da Avenida Recife com a BR 101.

Depois de alguns anos de indecisão quanto a localização da nova rodoviária , em 1977 começou a construção no local onde hoje está localizada . 

Concluída as obras em 1979 , o TIP ( Terminal Integrado de Passageiros )  levou 7 anos para entrar em operação, mesmo depois de pronto. Esperava - se uma melhora no acesso ao novo local de chegada e saída de viajantes no Recife , o que viria com a construção do ramal do metrô . 

Em setembro de 1986 , o metrô finalmente chegou a estação rodoviária do Curado , possibilitando a sua inauguração.

Estrutura

40.000 mil metros quadrados. O segundo maior terminal do Brasil , perdendo apenas para o Tietê na época.

Serviços

Deterpe , DNER , Polícia Civil e Militar , juizado de menores , Correios , Telpe , Secretaria da Fazenda , Empetur , entre outros .

Linhas integradas 

Curado I ( via TIP ) , Curado II ( via TIP ) , TIP / Boa Viagem , Curado II / TIP

Linhas rodoviárias com embarque / desembarque no TIP 

Interestaduais 

Todas

Intermunicipais

Afogados da Ingazeira , Altinho , Araripina , Arcoverde , Barra de Guabiraba , Bezerros , Bonito , Buíque via Venturosa , Cabrobó , Calçado , Camocim de São Félix , Caruaru , Chã Grande , Cumaru via BR 232 , Garanhuns via BR 232 , Gravatá , Itapetim , Petrolina via Belém , Petrolina via Salgueiro , Riacho das Almas , Salgueiro , São Bento do Una , São Joaquim do Monte , São José do Egito, Santa Cruz do Capibaribe via 232 , Serra Talhada , Sertânia , Tabira , Tacaimbó , Triunfo via Flores , Uruçu , Vitória via Ceasa .

Garagens ao redor hoje

                         Clique na imagem para ampliar


Não perca a próxima matéria , siga o blog no Facebook : Blog Mobilidade & Transporte / Facebook

Pesquisa : Diário de Pernambuco 


A antiga rodoviária do Recife

 Inaugurada em 18 de  dezembro de 1953 , a rodoviária do Recife era considerada uma das mais importantes do mundo , a segunda em capacidade ( 792 ônibus diários ) e a maior da América do Sul .  Recife era a terceira capital em importância no Brasil . 

Estrutura 

3 largas plataformas 

16 bilheterias 

serviço de alto - falante

O edifício

Dois pavimentos

Hotéis

Restaurantes e bares

Bomboniere

Bancas de jornais

Tabacaria

Joalheria

Farmácias e drogarias

Posto médico

Posto policial

Agência dos Correios

Posto do DER

Lojas de artesanato

Vizinhança

Anexo ao edifício um moderno posto de lavagem , lubrificação com quatro boxes de serviço , diversos postos de combustível , casas de peças e acessórios para automóveis . 

Partiam da Rodoviária do Recife ônibus para as seguintes cidades :

Amaraji - Água Preta - Aliança - Araçoiaba - Barreiros - Bom Jardim - Bonito - Carpina - Cabo - Caruaru - Camocituba ( atual Camocim de São Félix ) - Camela - Condado - Escada - João Alfredo - Limoeiro - Feira Nova ( Chã de Alegria ) - Garanhuns - Gravatá - Glória do Goitá - Goiana -Itamaracá - Ipojuca - Itaquitinga -Lagoa do Carro - Macaparana - Moreno - Machados -Macuje ( distrito de Aliança ) - Nossa Senhora do Ó - Orobó - Paudalho - Ponta de Pedra - Nazaré da Mata - Puirassu ( São José da Coroa Grande ) - Rio Formoso - Salgadinho - Sirinhaém - Surubim - Tapera ( Petrolina ) - Toritama - Tamandaré - Timbaúba - Três Ladeiras ( Igarassu ) - Usina São José - Vitória Santo Antão - Vertentes - Vicência

Algumas empresas que operavam no terminal 

Auto Viação Realeza - Arcoverde , Pesqueira e Monteiro ( PB ) , em 1958 passou a fazer também a linha para Belo Jardim , em 1959 a ligação com Triunfo   

1964 nova linha: Recife / Princesa Isabel(PB) 

1967 Recife / Custódia

1968 Recife / Sanharó

1969 Recife / Carnaíba

Deixou de anunciar seus horários em 1982.

Auto Viação Progresso 

1953 Garanhuns

1959 - Arapiraca , Campina Grande , Correntes via Caruaru , Canhotinho , Santana do Ipanema

1960 - Limoeiro , Salgadinho via Limoeiro, São Vicente Férrer , Bom Conselho , Vertentes , São Bento do Una , Catende , Cupira , Panelas ( via Lagoa dos Gatos ) , Palmeira dos Índios ( AL ) via Caruaru , Penedo ( AL ) via Caruaru , via Palmares . 

1964 - Lagoa dos Gatos , Jurema , Camutanga , Canhotinho , Itabaiana ( PB ) , Carpina , Belém de Maria via Palmares , Quipapá via Maraial , Lajedo via Caruaru , São José do Belmonte , Paulo Afonso via Caruaru 


1967 - Recife / Rio ( via Penedo ) e Recife / São Paulo ( via Penedo )

Em 1970 a Itapemirim assumiu as linhas Recife / Rio e Recife / São Paulo

1974 Recife / Petrolina

1979 Serra Talhada , Exu , Salgueiro , Garanhuns via Palmares

1984 Itapetim , Tabira , Betânia , São Bento ( PB )

Em 1986 a Progresso passou a utilizar também o TIP ( Curado ) como saída e chegada das suas linhas pra Recife.

Autoviária Senhor do Bonfim



1957 - Maceió via Palmares , via Porto de Pedras e via Porto Calvo

1961 - Maceió via Barreiros e via União dos Palmares

1965 - Recife / Água Preta via Palmares

1966 - Recife / Salvador via Aracaju

1969 - Recife / Salvador via Paulo Afonso

Em 1978 a Rodoviária Borborema adquiriu a Autoviária

Em 1980 a Itapemirim adquiriu os direitos da Autoviária e passou a explorar a linha Recife / Salvador

Rodoviária Caruaruaense

Caruaru

1959 - Brejo da Madre de Deus , Santa Cruz do Capibaribe , Gravatá

1968 Bezerros , Altinho , Calçado , Jataúba via Brejo 

1979 Chã Grande

Rodoviária Monteiro

Timbaúba , Macaparana

Viação Bonfim

João Pessoa , Campina Grande e Natal via Guarabira e via Mamanguape

João Pessoa / Rio

Princesa do Agreste

1962 Recife / Tabira ( Afogados da Ingazeira )

1973 Recife / Brasília ( a primeira empresa a chegar na capital federal ) , Recife / Rio , Recife / São Luís , Recife / Crato , Recife / Floriano e Recife / Teresina

Rodoviária Confiança 

1965 Amaraji

1968 Timbaúba via Nazaré e Aliança

São Vicente Férrer via Timbaúba e Macaparana

Macaparana via Timbaúba

Camutanga via Timbaúba

Expresso 1002

1963 Limoeiro

1964 Carpina

1968 Passira , Salgadinho , Bizarra ( Bom Jardim ) , João Alfredo , Umbuzeiro , Vila Nova , Matinada , Tamboatá ( Bom Jardim ) , Casinhas , Frei Miguelinho , Vertente do Lério , Santa Maria , Vertentes , Taquaritinga , Toritama , Santa Cruz do Capibaribe

1969 Surubim

1970 Timbaúba , Aliança , Nazaré da Mata , Machado , Umburetama , Sirigi ( São Vicente Férrer )

1979 Buenos Aires

Expresso Paraibano

1967 Guarabira / Recife , em 1980 a Itapemirim assumiu a linha

Viação Gaivota

1969 João Pessoa , Cajazeiras 

Expresso Campinense 

1969 Campina Grande

Auto Viação Cruzeiro 

1957 Tamandaré

1960 Camela , Barra de Sirinhaém , Rio Formoso , Tamandaré , Barreiros , São José da Coroa Grande 

1970 Cucaú , Barra de Sirinhaém

1972 Santo Amaro ( via Ipojuca , Camela e Sirinhaém )

Rodoviária São Domingos

1974 Bonito , Primavera , São Joaquim do Monte , Amaraji , Lage Grande , Cortês , Escada

1976 Agrestina , Barra de Guabiraba , Camocim 

1978 Palmares , Jurema , Panelas , Catende

1979 Cucaú , Gameleira

Nápoles

Natal , Goiana , Araçoiaba , Condado , Itabaiana 

Rodoviária Borborema 

1968 Vitória / Recife 

1979 Chã de Alegria , Feira Nova , Camocim de São Félix , São Joaquim do Monte , Bonito , Barra de Guabiraba 

Auto Viação Leão do Norte

1960 Escada 

1967 Amaraji

1969 Primavera 

1978 Itapetim , Afogados da Ingazeira , Tabira , São José do Egito , Sertânia , Buíque

Em dezembro de 1967 a rodoviária ganhou um moderno sistema de circuito de TV , informando aos passageiros os horários e destinos dos ônibus para o interior.

Em 1969 já se cogitava uma nova rodoviária para o Recife , a existente não atendia mais a capacidade naquele momento e a localização no Centro já era dificultada pelo trânsito crescente .

Em janeiro de 1970 foi aprovado o anteprojeto da nova Rodoviária do Recife , localizada no Curado. Neste ano partiam e chegavam ao Recife diariamente , 960 ônibus intermunicipais e 160 interestaduais , ligando a capital com 133 localidades dentro de Pernambuco e 12 estados do Brasil incluindo Brasília.

Em 1972 a rodoviária do Recife atingiu a média de movimentação de 1 milhão de passageiros por mês , com a utilização de 1.000 ônibus diariamente . Neste ano o equipamento passou por uma grande reforma e os ônibus foram deslocados para o armazém 13 do porto da cidade.

19 empresas faziam a ligação Recife / interior.

Em dezembro de 1976 foi inaugurado na rodoviária do Recife , no Cais de Santa Rita , a linha Recife / Belo Horizonte.


Em 1978 a rodoviária já se mostrava bastante saturada , como nesse registro no embarque de passageiros no dia de eleições .

Em 1980 existiam 80 linhas ligando o Recife ao interior , trajeto feito por 597 ônibus rodoviários.

Em outubro de 1986 , as linhas interestaduais e parte das intermunicipais foram transferidas para a nova rodoviária , o TIP. Ficaram apenas a 1002 , Cruzeiro , São Domingos e Nápoles.

Em janeiro de 1987 , a Rodoviária de Santa Rita foi totalmente desativada , as últimas linhas foram transferidas para o TIP e o prédio entrou em obras para se tornar sede da EMTU. 

Acompanhe as próximas postagens na nossa página no Facebook : Blog Mobilidade & Transporte

Pesquisa e imagens : Diário de Pernambuco


Empresa Nápoles - parte 3 , o roubo de 45 milhões e o desmembramento

Em conjunto com a CTU iniciou a operação da linha Rio Doce / CDU em Maio de 1980 . 


Em janeiro de 1981 começou a operar a linha Olinda ( Bultrins ) via Carmo e a Rio Doce / Casa Amarela via Universidade Rural . A linha Vila Popular passou para a Rodoviária Machado . 

Operava também a linha municipal São Benedito / Rio Doce , em conjunto com a Rodoviária Machado.
1982 - Possuía em sua frota16 opcionais e 22 convencionais a diesel. Em julho adquiriu 16 ônibus rodoviários , totalizando 220 unidades. 
Em maio de 1984 cinco elementos invadiram a Empresa Nápoles,  conseguindo roubar 45 milhões de Cruzeiros que estavam em 3 cofres nas dependências da empresa. Em outubro desse ano as linhas das Cohabs ( Rio Doce , Maranguape, etc ) , começaram  a sofrer concorrência das kombis - lotação. 
Em novembro , um acidente  com um ônibus  da linha Janga / Maranguape resultou na morte de uma passageira. 
Em 1988 houve o desmembramento da Empresa Nápoles , surgindo a Rodotur.
Em maio desse ano a empresa adquiriu 12 ônibus da marca Thamco. Possuía neste ano 120 veículos urbanos , e 40 monoblocos  operando na linha Recife / Natal. Renovou sua frota com 10 unidades do monobloco O 371 - RS .

Em 1990 a Nápoles fazia as seguintes linhas rodoviárias : Recife / Goiana , Recife / Condado , Recife / Itaquitinga , Recife / Itabaiana e Recife / Natal . 

A Nápoles foi extinta em 2002.

Perdeu alguma parte do especial Nápoles ? Veja nos links abaixo , e se quiser ficar por dentro de tudo que acontece no blog , curta nossa página no Facebook .

Pesquisa e fotos : Diário de Pernambuco

Empresa Nápoles - parte 2 , o serviço de micro - ônibus e a aquisição de duas empresas


Em 1970 começou a construção da sua garagem na Avenida Joaquim Nabuco .
Em 1971 a Empresa Nápoles inaugurou sua nova sede , onde hoje é a Rodotur ( Conorte ) , possuía neste ano uma frota de 84 ônibus , atendendo a diversas localidades de Olinda - Amparo , Carmo , etc ., mas também Goiana , Itapessoca , Macujé , Condado , Pitimbu / PB , Maria Farinha e Janga . 
Em 1972 a Nápoles adquire a Bonfim , que fazia a linha Recife / Natal , passando a ter a maior frota do Nordeste , com 130 ônibus . 
Em 1973 a Nápoles tinha um serviço de kombi para piqueniques , passeios e viagens , a Natur . Nas linhas Recife , Olinda , Natal e Goiana , operavam neste ano , 125 ônibus . 


Em fevereiro de 1974 a Nápoles adquiriu junto a Norasa ( concessionária Mercedes - Benz ) , 20 modernos micro - ônibus para operar nas linhas Casa Caiada e Rio Doce ( Vila Cohab ) , serviço pioneiro nas linhas de Olinda . Na época a empresa já possuía 132 veículos em sua frota , nas linhas de Olinda , Goiana e Natal . 
A linha mais rentável da empresa na época era a Recife / Natal , com 9 saídas diárias e um ônibus leito à meia noite . 
Em 1976 a Nápoles renovou sua frota para as linhas turísticas .


Em 1977 a Empresa Nápoles já possuía uma frota de 280 veículos , e já tinha a AVS como coligada . 
Em 1978 adquiriu os direitos acionários da Empresa Barros de Natal , que possuía uma frota de 132 ônibus , atendendo diversos bairros da capital e outras cidades dos Rio Grande do Norte .  


Neste mesmo ano , iniciou a primeira linha inter - bairros criada pelo Deterpe , Casa Caiada / Piedade , junto com a Borborema , sendo quatro carros de cada empresa . 
Em 1979 a Nápoles tinha 380 ônibus e 1.500 empregados ,  atendia todos os bairros de Olinda , exceto Ouro Preto , e corria também para Maria Farinha em Paulista .


Guichê da Nápoles na rodoviária de Natal 

Pesquisa : Diário de Pernambuco

Acompanhe o blog no Facebook e não perca a próxima matéria : https://m.facebook.com/blogMobilidadeeTransporte/


Links

Fique por dentro !

MINIATURAS

Minha galeria