O início da CTU , a primeira linha e a concorrência com as lotações

A chegada da CTU ao Recife

Foi em 1960 , o Recife tinha o serviço de ônibus operado por auto - lotações e pequenas empresas organizadas . A Borborema , a gigante do setor nos dias de hoje , era apenas uma iniciante com algumas poucas linhas , porém com ônibus rápidos e confortáveis .

Nessa época muitos lugares do Recife não eram servidos por ônibus , a exemplo dos morros de Casa Amarela , onde era preciso " descer para o asfalto " para ter acesso as linhas . Com a chegada da CTU , as empresas que já existiam começavam a se movimentar com o intuito de atender essa população desassistida pelo transporte público. Era uma maneira de ganhar mercado frente aos modernos ônibus elétricos da empresa estatal , que deveria tomar frente a várias linhas existentes e operá - las com exclusividade. Dentre essas empresas tínhamos a Linhas Unidas Ltda , Pedrosa , Petrópolis e a Borborema .

Estrutura

* Um terreno foi comprado na rua do do Pombal ( antigo forno do lixo ) para construção da garagem .

* A posteação era colocada inicialmente da Avenida Conde da Boa Vista até a Madalena.

* 65 ônibus foram adquiridos para início da operação , importados dos Estados Unidos

* Para deixar os caminhos " abertos para os ônibus elétricos " , foi retirada a antiga rede dos bondes nos itinerários Torre - Madalena , Campo Grande e Casa Amarela.

* O General Viriato de Medeiros foi designado para diretor da CTU.

A instalação da rede elétrica atraiu ladrões , que roubavam os fios de cobre durante a noite. Finalmente , no dia 13 de Maio de 1960 , circularam os primeiros 5 ônibus elétricos em caráter experimental na linha Torre / Madalena . No dia 28 de Maio de 1960 , a linha Torre / Madalena , operada por lotações desde o ano 1950 passou a ser atendida pelos elétricos da CTU , operando 24 horas por dia . Como as lotações iam até o Bairro do Recife , e a CTU ainda não havia instalado a rede aérea até lá , a exclusividade na operação dessa linha foi adiada.

As lotações

Foram muitas as reclamações por parte dos proprietários das lotações , que reivindicavam o direito de operar a linha junto com os elétricos , sugerindo até , que fosse cobrado 1 cruzeiro a mais em relação ao valor da passagem dos ônibus. Depois de muitos debates , foram criados para as lotações 5 itinerários alternativos aos elétricos ,são eles :

Linha 52 - Via Paissandu , 7 lotações , Terminal : Igreja da Torre ; Linha 53 - Via Graças , 14 lotações , Terminal : Igreja da Torre ; Linha 54 - Prado , 7 lotações , Terminal : Largo do Prado ; Linha 71 - Largo da Paz - Imbiribeira , 10 lotações , Terminal : Largo da Paz ; Linha 2 - Ilha do leite , 6 lotações , Circular.

Veja o mapa de atendimento das lotações :

Até a próxima...

Pesquisa

Ônibus tendem a sair do asfalto - Diário de Pernambuco , 24 de Janeiro de 1960

Prefeitura está empenhada em que os ônibus elétricos circulem em Abril - Diário de Pernambuco , 14 de Fevereiro de 1960

Empresas querem concorrer com Eletrônibus : Desacordo sobre a redistribuição das linhas - Diário de Pernambuco , 20 de Fevereiro de 1960

Hoje , no tráfego , 5 ônibus elétricos : fase experimental sem cobrança de passagem - Diário de Pernambuco , 13 de Maio de 1960

Doze ônibus elétricos , no tráfego comercial , a partir de hoje : Funcionamento ininterrupto - Diário de Pernambuco , 28 de Maio de 1960

Empresas de lotações recorrem à justiça contra exclusividade de linhas aos ônibus elétricos - Diário de Pernambuco , 10 de Junho de 1960

Nenhum comentário:

Links

Fique por dentro !

MINIATURAS

Minha galeria