Caio Norte parte III - a chegada do Amélia e a crise no setor

1980

No início dos anos 80 a Caio Norte produzia 60 unidades mensais . Em fevereiro fez a entrega a CTU de 45 unidades , para utilização nas linhas do Ipsep e Cidade Universitária .

Em maio , a greve de metalúrgicos em São Paulo começa a prejudicar a produção da Caio Norte , por falta de peças necessárias a conclusão e entrega dos ônibus encomendados pelas empresas locais.

Em julho o Sr José Roberto Massa representando a Caio Norte entregou um ônibus especialmente construído para as viagens do então governador Marco Maciel ao interior do estado .

Em dezembro lançou em Recife o ônibus Amélia . A novidade foi apresentada em coquetel no Clube Alemão , em que a Caio Norte comemorou também a ampliação de suas instalações , previstas para ficarem prontas no ano seguinte.

Veículo apresentado no coquetel , foto : Diário de Pernambuco

1981

Em abril deste ano o industrial Roberto Massa firmou contrato com empresas de ônibus do exterior para exportar micro-ônibus fabricados na Caio Norte. O micro da Caio Norte também foi muito utilizado no transporte de vizinhança na capital federal Brasília. Em junho a Caio Norte já mantinha um comércio regular com o Chile exportando ônibus e micros .

Ainda em junho , 20 chassis Mercedes - Benz adquiridos pela Empresa Santa Cruz foram encarroçados na Caio Norte.

Em outubro começou a exportar para Brasília um modelo seletivo do seu micro , batizado popularmente como Tatuzinho na capital federal , destinado a atender as quadras da capital , atendendo a um público mais exigente , o design interno do micro permitia 20 passageiros confortavelmente sentados , alinhados para o corredor .

Imagem de um seletivo , foto : Internet

Em dezembro a Borborema adquiriu micro-ônibus à Caio Norte para operação na linha circular do Shopping Center Recife .

1982

Em Janeiro a Caio Norte entregou a Empresa Pedrosa unidades do ônibus Amélia , a Pedrosa possuia em sua frota 80 % do veículos montados na filial pernambucana. Em março a Caio Norte inaugurou sua loja de peças e acessórios , ao lado da fábrica , em Jaboatão .

A Empresa Metropolitana , que possuía 162 ônibus , todos adquiridos na Caio Norte , renovou sua frota com mais 18 veículos , do modelo Amélia .

Em julho a Nápoles adquiriu 16 ônibus rodoviários a Norasa , totalizando em sua frota 220 unidades , todas monobloco Mercedes - Benz , encarroçados na Caio Norte .

Em outubro a Caio Norte entregou a Empresa Roger da Paraíba , veículos do modelo Aritana. Ainda em outubro a CTU firmou acordo para aquisição de 60 ônibus chassi Mercedes - Benz , modelo Amélia , fornecidos pela Imperial Diesel e encarroçados na Caio Norte . O objetivo era aumentar a frequência no corredor da Caxangá , diminuindo para 10 segundos entre um coletivo e outro.

Em dezembro , o aumento no preço das passagens no Recife atingiu a indústria do ônibus ; Devido a queda no número de passageiros , várias empresas cancelaram a compra de novos veículos .

1983

Em janeiro de 1983 se iniciou uma crise no setor metalúrgico , acarretando a demissão de 250 funcionários da Caio Norte.

Em fevereiro , uma denúncia do Sindicato dos Metalúrgicos afirmava que a Caio Norte já havia demitido metade dos seus funcionários e estava transportando seus estoques de matéria - prima para a matriz em São Paulo. As últimas encomendas recebidas pela filial pernambucana estavam sendo produzidas em São Paulo . Enquanto o sindicato denunciava , a Caio Norte justificava as demissões , relatando a crise no setor e a baixa demanda por novas carrocerias pelas empresas de ônibus, pretendendo em breve retornar a produção normal . Ainda segundo o sindicato , a firma , que em 1981 tinha 713 empregados , em fevereiro de 83 esse número era de apenas 120 , e que produziam somente carrinhos de mão .

As empresas de ônibus deixaram de renovar suas frotas devido a falta de incentivo do Governo Federal através da EBTU , travando os financiamentos .

Em 1996, foram encerradas as operações de fabricação de carrocerias na Caio Norte ,mantendo apenas a oficina e a área comercial , que não duraram muito tempo .

Pesquisa : Acervo digital Diário de Pernambuco ; https://diariodotransporte.com.br/

Nenhum comentário:

Links

Fique por dentro !

MINIATURAS

Minha galeria